MEU ORGULHO É SER BRASILEIRO APESAR DE TUDO !

MEU ORGULHO É SER BRASILEIRO APESAR DE TUDO !
Meu Brasil Grande e Potente!!

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

ESCRAVO DO TEU AMOR...




ESCRAVO DO TEU AMOR...

***
Dely Thadeu Damasceno

****
Escravo de teus encantos eu sempre fui
Em teus mágicos trejeitos e jeitos me perdi
Teu perfume me seduziu/Abatido eu me deixei cair
No tribunal do amor fui condenado

***

Condenado a te servir,ser teu sempre
Mas passei a ter prazer nisto tudo
Te servirei por minha vida por sorte
Sempre ao teu lado até minha morte...

**







SEU jEITO...




Seu Jeito...©
----

Dely Thadeu Damaceno
------

Seu jeito meigo me enfeitiça,

Seus olhos sorridentes me iluminam,

Sua voz melodiosa me canta uma sinfonia,

Sua alma de fada atinge meu coração,

Sendo assim, sou e estou entregue á este amor,

Que nasceu para não morrer,

Pois será eterno, e sempre doce

Enquanto alimentado assim for

Por esta deliciosa paixão...


Poema de gratidão entre pais e filhos.


--

Poema de gratidão entre pais e filhos.

Quando os lamentos cessaram,

E as alegrias descortinavam o negror da noite

Pude ver que havia uma luz

Esquecida, pelas mágoas escondida…

Coberta pelas cinzas da desconfiança

E por sofreres de minhas lembranças…

Uma criatura meiga se divisou

E então com um sorriso inconfundível me olhou…

O meu coração então bateu mais forte

Senti seu carinho como suporte…

As flores se alvoraçaram pelos campos à florir

E então contigo me pus a sorrir todas as manhãs…

Como se me embalasse no seu colo

Ainda, pude te reconhecer ali minha mãe…

Que a vida inteira se deu para mim,

E, eu que esqueci o tanto que me amastes…


DELY THADEU DAMACENO  

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

link: Academia Piracicabana de Letras_Piracicaba-São Paulo-Brasil

http://academiapiracicabana.blogspot.com.br/

 
Rio Piracicaba
Rio Piracicaba cheio (crédito da foto Ivana Negri)
Diretoria da Academia Piracicabana de Letras

Presidente– Gustavo Jacques Alvim
Vice-Presidente– Cassio Camilo Almeida de Negri
Primeiro Secretário – Carmen Maria da Silva Fernandes Pilotto
Segundo Secretário – Evaldo Vicente
Primeiro Tesoureiro – Antônio Carlos Fusatto
Segundo Tesoureiro – Waldemar Romano
Bibliotecária – Aracy Duarte Ferrari

Conselho Fiscal

Walter Naime
Elias Salum
Cezário de Campos Ferrari

Editor e Jornalista Responsável
João Umberto Nassif

Conselho editorial

Antonio Carlos Neder
Ivana Maria França de Negri
Rosaly Curiacos de Almeida Leme
Myria Machado Botelho


segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016










SOMBRAS DA SAUDADE

Certo de que nunca me deixarias, só estive,

Mergulhei nos sonhos intransponíveis e venci,

Pois eu não sabia que eles o seriam para mim,

Galguei altos montes que antes eram difíceis,

Percorri vales, jardins secretos, por onde eu te vi.

Mas o tempo passa e você se afastou aos poucos,

Vejo-me mais distante, em seus pensamentos...

Em outras plagas, discorres seus juízos mais íntimos,

E me dizes serem apenas coisas triviais, de momentos.

Você tem se traído, e com suas atitudes me traz ciúmes,

Põe-me em xeque, sinto-me de seu coração, banido...

E este amor quase bandido se transformar em sombras

Fugindo de uma realidade linda, cheia de lindas emoções,

Transformando-se em sombras de uma saudade...



DELY THADEU DAMACENO

IMUTÁVEL DECISÃO


IMUTÁVEL DECISÃO

Meus sentimentos por ti nunca mudam,

Mas os seus viajam ao sabor do vento,

Mudam como as estações do ano,

Numa hora és só carinhos e gentileza

Noutra me destrói com feroz destreza

Me colocas abaixo dos dragões de jorge

Sou a criatura que deve ser esmagada

Que deve ser decepada à espada…

Tento ser um reservado diplomata

Que se segura para não avançar

Nenhuma fronteira por ti demarcada

Ao mesmo tempo que conversamos

Seus ataques estão em riste, separados

Se não cedo às negociações propostas

As palavras mortais são impostas…

Recebi-as do vento do leste…

Que de tanta frieza me queimava!

Apenas um infiel cafajeste,

Sim, era assim que me tratava…

Depois em total desprezo alardeava

Que minha índole era despojo

Me atribuiu um solene asco,

Dizias que por mim tinhas nojo!

Me reservei em meu espaço,

Fico aqui isolado, em paz

Guardei minhas fronteiras com aço

Não me verás mais incapaz…

DELY THADEU DAMACENO

(Shimon Goldwyn)


terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

LINK DE UTILIDADE PÚBLICA! CINEMATECA POPULAR BRASILEIRA;Click no link Abaixo,

http://armazemmemoria.com.br/cinemateca-popular-brasileira/

Esta é a Paixão..



ÉSTA É A PAIXÃO



Esta é a paixão aflorada
E desabrochada em versos.
No verso e no reverso,
Expandido pelo amor latente.
Amor este que infla o coração

Despejando nas páginas da vida
Um romance tão pungente,
Que me faz alcançar a lua,
Gritando aos quatro ventos,
Até,como louco,no meio da rua

Esta é a paixão aflorada
E desabrochada em versos.
No verso e no reverso,
Expandido pelo amor latente.
Amor este que infla o coração

Que eu amo quem eu amo
E enquanto aprendo a amar bem mais
Perfazendo a minha falta presencial
Desfraldando a bandeira do mais,
Mais amar, mais querer, mais sorrir,

Num doce affair em manancial
Que é marcante e delicioso
Sempre novo, sempre fanal
Amar insistente e glorioso
Que nunca,jamais terá final


Esta é a paixão aflorada
E desabrochada em versos.
No verso e no reverso,
Expandido pelo amor latente.
Amor este que infla o coração

Dely Thadeu Damaceno